Páginas

sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Reencarnação

Como os wiccanianos entendem a reencarnação? Para responder essa pergunta, trago as palavras de Paul Tuitéan e Estelle Daniels, do livro Wicca Essencial. Vale ressaltar que nem na Wicca , nem na Bruxaria Tradicional, existem verdades absolutas. Portanto, todas as opiniões destes autores são apenas possíveis visões sobre um assunto. De qualquer modo avalio conterem informações importantes e interessantes de serem socializadas.
REENCARNAÇÃO
Praticamente todos os wiccanianos têm alguma espécie de crença na reencarnação. O modo como ela acontece ou que critérios adota difere de pessoa para pessoa. Sem dúvida, a crença de alguma forma de alma ou de alma ou entidade espiritual que sobrevive após a morte é universal.
Uma compreensão do karma e da retribuição cósmica pelas ações praticadas também está fortemebte presente. Com a crença na reencarnação e no karma, torna-se supérflua a necessidade ou a existência de um céu ou inferno específicos. Existe um lugar em que alguns acreditam, chamado "the Summerlands", para onde as pessoas vão depois da morte para descansar no período intermediário entre vidas, mas é um lugar apenas de passagem, não de estada permanente.
A idéia de karma elimina a necessidade de redenção, salvação ou purgatorio. Por suas ações ou omissões, as pessoas traçam o seu destino para vidas futuras, e caso se esforcem para ser o melhor que podem e para ajudar o próximo, elas não precisarão voltar para aperfeiçoar a alma. O que acontece depois disso é de fato irrelevante. Todos temos muita coisa a acertar antes de refletir seriamente sobre essa parte da existência.
Mas os wiccanianos assumem responsabilidade por suas ações. Eles compreendem que, em geral, o que o universo lhes oferece é o resultado das ações praticadas no passado e que aquilo que podem receber no futuro será consequência das ações do presente. Não existem atalhos para a redenção. É necessário muito trabalho, responsabilidade pessoal e disposição de aceitar os defeitos para corrigí-los ou superá-los. O exame de nós mesmos com o objetivo de aperfeiçoamento é uma das formas pelas quais podemos limpar o karma, por assim dizer. Não é fácil; às vezes o processo é doloroso, mas é purificador. Esse auto-aperfeiçoamento é o que se cham de Grande Obra.

2 O que me dizes?:

Rafael disse...

Nunca vi um blog que levasse tão a sério a religião da bruxaria. Quero te dar os parabéns pela iniciativa. Não pratico a religião mas sou um curioso por natureza e me encantou o jeito com que você trata do assunto e a tamnha seriedade que você consegue passar pelo teu blog.

26 de janeiro de 2010 15:10
Hanna Sodré disse...

Boa tarde Rita,
Sou bisneta de bruxa e queria saber mais sobre as minhas origens em relação a bruxaria.
Teria como eu conversar com você?
Desde já agradeço,
Hanna Sodré

19 de janeiro de 2016 11:48